Photosynth e Seadragon, a carta na manga da Microsoft

Author: Ricardo Soares - Postado em: 14/07/2007
Relacionado as categorias: Diversos |  





Resenha:
Já imaginou pegar todas as fotos que você tirou na casa de seus pais, filhos, avós ou entes queridos, coloca-las em um diretório e deixar que o computador às organize em um ambiente tri-dimensional na qual você possa navegar como se estivesse caminhando pelo local? Estas fotos podem reconstruir a estrutura de um indivíduo, um animal ou um objeto. Esta navegação é proposta pela tecnologia Photosynth da Microsoft! Mas ela não seria completa se não fosse outra menina dos olhos do papai conhecida como Seadragon.

Dissertação:

Seadragon era uma renomada empresa desenvolvedora de software que estava obtendo diversos avanços no campo de processamento de imagens, ela foi comprada pela Microsoft em Fevereiro de 2006 e se tornou o que hoje é conhecido como projeto Seadragon. A antiga equipe da empresa esta focada em uma tecnologia que quebra a barreira da limitação de qualidade da imagem, ainda temos a limitação de qualidade relacionada ao display sendo utilizado para sua apresentação, mas podemos fazer um zoom incrível em uma pequena imagem sem a perda da qualidade. Esta tecnologia foi apresentada em Março de 2007 na cidade de Monterey, California por Blaise Aguera y Arcas na conferencia TED (Technology, Entertainment, Design). O apresentador utilizando-se basicamente de imagens do tipo jpeg coletadas na Internet em sites, como fliker e outros, famosos por possuir imagens de celulares e câmeras com pouca capacidade de resolução. Ele também mostrou uma edição da revista The Gardian com a qual ele fazia um zoom em um pequeno anuncio implantado pelo apresentador em uma parte da revista para mostrar os detalhes da roda de um caro! E ao lado um pequeno texto, o qual seria impossível para alguns ler, ser expandido para um telão de 3m x 7m! A tecnologia cria um mapeamento semântico da imagem o qual pode compreender o que existe na imagem e montar uma representação mais detalhada da mesma sem se preocupar muito com as limitações de pixeis e canais existentes no arquivo. O mais incrível é que tais imagens não são vetoriais, são imagens do tipo bitmap com compactação jpeg ou png que guardam informações convencionais na estrutura do arquivo. E o mais interessante é que a tecnologia tem o intuito de enviar uma imagem gigante pela internet sem a necessidade de transmitir um arquivo gigantesco, possibilitando assim diminuição no uso da banda de comunicação entre um cliente e um servidor.

Graças ao projeto Seadragon que possibilitou a criação de TAGs criadas à partir da estrutura semântica agora as imagens podem ser linkadas umas com as outras à partir da semelhança semântica. Surge então o projeto Photosynth. A idéia do projeto é possibilitar que o usuário navegüe em uma coleção de fotos, como uma visita na casa de algum amigo e à partir dela crie uma representação do ambiente. Em breve tal tecnologia possibilitará criar momentos históricos com tal realidade que poderemos compreender e analisar melhor o momento, ou reviver situações como se elas ainda estivessem ocorrendo. Eu tentei instalar a versão beta, no site oficial da Microsoft Labs existe o link http://labs.live.com/photosynth/installing.htm mas minha configuração de vídeo é muito fraquinha, e não consegui utilizar o software, mas é realmente fantástico você pode checar nos links abaixo um exemplo em vídeo do software, você navega nas fotos em um ambiente estilo game, o qual é muito mais real que uma simples fotografia apresentando o que os autores acreditam que possa se tornar um novo meio de mídia, como uma simples foto ou um vídeo.

Tudo isto ainda está muito longe de ocorrer, as fotos utilizadas na apresentação do Photosynth foram previamente processadas antes da apresentação, a tecnologia ainda não é capaz de compilar as fotos em um desktop convencional em uma velocidade relativamente interessante, mas é um caminho, fico pensando quando tal tecnologia for possível de ser utilizada em um simples desktop será que finalmente poderemos através de vídeos extrair as tais informações de tempo e espaço contidas nas partes semânticas das imagens para finalmente fazer o que a série Jornada nas Estrelas era muito simples. À partir disto reconstruir a personalidade de um indivíduo?

Recomendações de vídeo
Vídeo da versão demo online
http://www.youtube.com/watch?v=Kk6MDo7viig

Photosynth
http://www.youtube.com/watch?v=IRwOFLWVg8A

Um passeio por Londres à partir do software
http://www.youtube.com/watch?v=imgPFph9tUw

Um projeto parecido com o photosynth desenvolvido pela universidade de Washington
http://www.youtube.com/watch?v=IgBQCoEfiMs

Vídeo postado pela empresa Seadragon antes de ser adquirida pela Microsoft
http://www.youtube.com/watch?v=0ra5tp7K–I













Comments

Leave a Reply






Últimos posts